sábado, 18 de março de 2017

A mulher na sociedade Sikh


Q: Qual é o papel e o status das mulheres na sociedade Sikh?

R: No Sikhismo homens e mulheres são iguais perante Deus.


No século XIV, antes de Guru Nanak Dev Ji, as mulheres indianas foram severamente degradadas e oprimidas pela sociedade. Sem direito a educação ou a liberdade de tomar decisões, a sua presença em assuntos religiosos, políticos, sociais, culturais e econômicos foi praticamente inexistente. A mulher foi referida como a raiz de todo mal, sedutora armadilha e sua função era apenas para perpetuar a raça, fazer trabalho doméstico, e servir aos membros masculinos da sociedade.

O infanticídio feminino muito comum, e a prática do sati foi incentivado, às vezes até forçado. No sistema de Sati, se o marido de alguma mulher morre, a mulher era cremada viva com o corpo de seu marido. Guru Amar Das Ji, o terceiro Guru dos Sikhs, levantou a voz e denunciou o sistema de Sati. Ele fez todos os esforços possíveis para eliminar o sistema de Sati e alcançar a igualdade para as mulheres.

Guru Nanak Dev Ji condenou esta noção artificial de inferioridade da mulher, e protestou contra a sua subjugação. A Verdade Suprema foi revelada ao Guru Nanak Dev Ji através de uma experiência mística, em comunhão direta com Deus e transmitiu através de sua escritura:

"O homem nasce de uma mulher, dentro de mulher o homem é concebido. Através da mulher, as futuras gerações existem. Porém se sua mulher morre, ele procura outra mulher.  Portanto o homem está vinculado a uma mulher.  Então, por que chamá-la de má? A partir dela, os reis nascem. De uma mulher, a mulher nasce. Sem a mulher ninguém existiria."(Guru Granth Sahib Ji, 473).





O corpo humano é transitório, a diferença entre o homem e a mulher é apenas transitória e superficial como essa. Assim, de acordo com a ideologia Sikh, todos os homens e mulheres possuem o mesmo status. Todos os seres humanos, independentemente do sexo, casta, raça ou nascimento, são julgados apenas por seus atos.

Com esta afirmação, os Gurus Sikhs convidaram as mulheres a participarem da santa congregação de trabalho, com os homens no Langar (cozinha comum), e participar em todas as outras atividades religiosas, sociais e culturais da Sahib Gurdwara (Templo Sikh ).

Gurus Sikhs definiram o casamento com uma mulher só e ensinaram que tanto homens quanto mulheres precisam praticar a fidelidade conjugal. Os Gurus são a favor e pregam em se ter apenas uma esposa. Guru Amar Das Ji, o terceiro Guru escreveu:

"Somente aqueles que são realmente casados ​tem um único espírito em dois corpos."


Guru Amar Das Ji condenou o infanticídio feminino. Com isso o sikhismo implantou a igualdade das mulheres e iniciou uma revolução na tradição da sociedade indiana.








Como as mulheres começaram a participar de assuntos sociais, religiosos e políticos, sua contribuição e valor, como parceiros iguais aos homens tornou-se mais evidente.

Os Gurus ensinaram que homens e mulheres são iguais aos olhos de Deus, então são iguais em direitos sobre a Terra. É uma luta constante, mas já é um começo.



Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário